Cetose subclínica

A cetose subclínica é uma patologia relevante em vacas leiteiras no período de transição.

É caracterizada por um aumento dos níveis sanguíneos de β-hidroxibutirato (BHB) sem a presença de sinais clínicos.

Os valores de referência para BHB comumente utilizados para diagnostico individual de cetoce subclínica em vacas, estão compreendidos entre os 1,2 e os 1,4 mmol/L.

A prevalência de cetose subclínica, nas primeiras três semanas de lactação, varia entre os 10,2 e os 43,2%.

A cetose subclínica está associada a:

  • aumento do risco de doenças no pós-parto (tabela 1)
  • diminuição da produção de leite
  • fertilidade comprometida (por exemplo, níveis de concepção diminuídos ao primeiro serviço)
Concentração sanguínea de BHB Doença Tempo do pós-parto Aumento do risco (odds ratio)
≥ 1,2 Deslocamento do abomaso (DA) 1ª semana 2,6
≥ 1,0 Deslocamento do abomaso (DA) dias 3 – 14 6,9
≥ 1,2 Metrite 1ª semana 3,4
≥ 1,0 Metrite dias 3 – 14 2,3
≥ 1,0 Cetose clínica dias 3 – 14 4,9

impacto económico da cetose subclínica é significativo.

* veja também na página referências

BCS Cowdition App

Privacy Statement BCS Cowdition App

BCS Cowdition Media Library

1

Ketosis Media Library

2

Tools

3

For experts